A história da Semana da Vergonha

Ir em baixo

A história da Semana da Vergonha

Mensagem  FalcãoSierra em Seg Nov 15, 2010 8:00 am

No GEPA nada acontece por acaso. E muitos desses não-acasos acontecem parecendo maldade, brutalidade e simples exagero. Sendo inegável o maquiavelismo presente em todas elas, as praxes, praxadinhas e praxadelas têm uma longa história de não-acasos no GEPA e servem como forma de integração e passagem de valores. Na Semana da Vergonha, não aconteceu efectivamente vergonha nenhuma. Na verdade, o título desta secção é também um não-acaso e à sua maneira uma pequena praxe para novos Falcões.

Será apenas natural que futuros cadetes vivam na dúvida de que terrível acontecimento terá ocorrido nesta semana para merecer arquivo no fórum e silêncio ensurdecedor por parte daqueles que conhecem a verdade...

Serve este post para dar a conhecer a mais complexa, longa e intrincada praxe da história do GEPA. Para efeitos de leitura os callsigns serão escritos sem "Falcão".

Sábado 06NOV2010

A actividade do GEPA neste dia era de apoio ao rappel, escalada e slide na APSA. Durante esse apoio, o Sierra magoou-se e dirigiu-se ao hospital tendo o Lider pedido para este lhe comunicar o seu estado e alguma necessidade decorrente das lesões. A meio da tarde o Sierra saiu do hospital e tentou contactar o Lider que, não o podendo atender, desligou o telefone. Acto contínuo, o Sierra contactou o Delta e à pergunta "Queres praxar o Lider?" iniciou-se a Semana da Vergonha. O cenário montado era que o Sierra estaria extremamente chateado porque o Lider não lhe tinha atendido o telefone e que não atenderia chamadas deste até à publicação do Relatório Oficial (que teria concerteza o desejo de rápida recuperação) e que usaria as palavras do dito Relatório Público num Relatório Interno para mostrar o seu profundo desagrado fosse lá pelo que fosse.

O Delta incumbiu também o Sierra de envolver na praxe o Kilo para que este aprendesse a praxar à Falcão e em conversa telefonica entre Lider e Delta este ultimo reporta que o Sierra lhe terá dito "Isto assim não pode continuar!"

Entretanto os restantes participantes da acção na APSA juntaram-se no Girassol Kafé aka Tostas. Um dos tópicos em cima da mesa era relativo ao pagamento de valores em atraso pelo Zulu à Tesouraria nas mãos do Bravo e enquanto este insistia com o pagamento, Zulu tinha entregue os valores em questão ao Lider, com um amigável piscar de olho iniciando assim uma segunda e aparentemente inócua praxadela.

No entanto e zeloso das suas responsabilidades e já ligeiramente menstruado, Bravo desdobrou-se em contactos e formas de pressionar o Zulu e o Comando a mudarem a sua posição enquanto estes estavam de consciência tranquila a aguardar uma posição autoritária do Bravo.

Na verdade, quer a praxe de Delta e Sierra ao Lider e de Zulu ao Bravo seriam por si, isoladas, simples momentos, um lúdico, o outro, educativo. Era tão simplesmente e como diz o Delta "a certeza de que a qualquer dia nasce o Sol e há uma praxe no GEPA". Nada neste dia levaria a prever o que se passou nos restantes.

Domingo 07NOV2010

Ciente da conversa entre Lider e Delta, Sierra aguardava pela colocação do Relatório Oficial enquanto matutava com o que é que se ia "chatear" quando o Lider lhe telefona. Tentando manter a praxe, o Sierra atendeu o telefone mas o efeito da praxe perdeu-se porque o Lider tinha desconfiado da frase "Isto assim não pode continuar!" e poucos minutos depois estavam ambos em casa do Sierra a montar a praxe exactamente ao contrário, ou seja, Sierra e Lider, envolvendo o Kilo a praxar o Delta ao ponto de este dizer para a praxe acabar, o que seria inédito na história do GEPA. Era tudo uma questão de manter o mesmo plano, aguardar pelo Relatório Oficial, escrever um Relatório Interno violento e aguardar por uma conversa entre Lider e Delta.

Ao fim do dia é publicado o Relatório Oficial pelo Lider.

Segunda-Feira 08NOV2010

Cumprindo o plano praxatório, Sierra redige o Relatório Interno apontando sérios problemas na condução da actividade do Sábado anterior, apontando o dedo à APSA e ao Lider. Contacta o Kilo para que este tenha uma postura de Falcão-cheira-a-leite no post, tal como acordado inicialmente com o Delta e já que estava para aí virado fala também com o Golf para que este espalhe as suas brasas, mas desta vez sem o conhecimento do Lider. Deu indicações ao Kilo que se o Golf fosse envolvido, lhe passaria essa informação e não o fez. Estavam assim montadas várias praxes, todas meramente lúdicas até que um contacto falhou: o Zulu. Quis o destino que de forma educada, o Zulu concordasse com o que o Sierra tinha escrito desconhecendo o teor praxatório do Relatório Interno. Tentativas de telefonema e pms depois Sierra e Zulu acabam por chegar a conversa e entre trabalho e conhaque apenas estes dois a par da verdadeira dimensão da confusão:

1. Delta acha que está a praxar o Lider mas está a ser praxado pelo Lider, Golf e Kilo
2. Kilo ajuda na praxe ao Delta e é praxado pelo Zulu
3. Golf ajuda na confusão mas sem saber que o Zulu está participativo na confusão
4. Zulu praxa toda a gente, conforme lhe vai apetecendo

Alheios a estas manobras, Echo passa despercebido no radar da praxe e Bravo anda a braços com a resolução do pagamento do Zulu. Ao fim da tarde o Delta diz ao Sierra que falou com o Lider e que tinham de resolver a praxe porque este lhe pediu, muito preocupado, que resolvesse a questão. Ao mesmo tempo Sierra liga ao Lider e este confirma que a praxe acabou. Sierra informa Delta de que a praxe tinha de facto acabado mas porque o Lider tinha dito. A praxe do Delta foi concluida com sucesso.

Nessa noite juntaram-se num chat Lider, Delta, Zulu, Sierra e Golf e foram feitas apostas se o Bravo iria ou não colocar ADs aos Falcões que não realizassem pagamento até às 00h00m. Golf apostou que o Bravo iria colocar as ADs até às 0 horas do dia 08NOV2010. Delta, Zulu e Sierra apostaram contra. Entre pms e tentativa de esclarecimento, o enredo adensou-se e começou a notar-se claro desconforto por parte do Bravo em relação ao que se estava a passar.

Terça-Feira 09NOV2010

O desconforto do Bravo adensou-se consideravelmente durante a manhã do dia 09NOV2010. Zulu, ciente de que tinha iniciado a praxadela, contacta Lider e Delta para aliviarem a pressão e por termo à praxe, pondo-se a jeito do Delta que em vez de a aliviar, a intensificou, praxando assim, ainda que de forma suave o próprio Zulu. No entanto, a última tentativa de resolução do problema por parte do Bravo leva o Comando à tomada de posição de lhe ser retirada a pasta da Tesouraria. De forma algo distorcida, terminava-se a praxe fazendo-se outra. A Tesouraria passava para outro Falcão (neste caso o Sierra) e num curto espaço de tempo este resolveria o problema do Zulu (que até já estava resolvido desde Sábado) apesar de neste curto espaço de tempo o Bravo ter de facto colocado a AD que todos esperavam.

Sendo toda esta história muito dinâmica, natural é que pelo curto timming em que saiu a AD do Bravo e as OS do Delta, estes acabassemm à conversa sobre o sucedido. Dado que a praxe tinha acabado, era simplesmente natural que os problemas fossem resolvidos ali, imediatamente. No entanto o Delta ainda tinha umas contas a ajustar. Primeiro porque tinha o red-dot da praxe na testa do Sierra, fruto da contra-praxe orquestrada por este e o Lider. Segundo porque sabia que o Kilo tinha tido todo o prazer em fazer parte da dita. Terceiro porque o Echo estava fora desta confusão. E quarto, só porque sim, o Golf.

O Delta já tinha aliás começado a sua própria sessão de praxadela, com ADs a todos os que ocupando uma hierarquia inferior à sua tinham participado na contra-praxe: Zulu, Sierra, Golf e Kilo. No entanto e não querendo deixar ninguém impune, decidiu apontar também para Bravo e Echo e esperar pela reacção. Não era bem uma praxe à Falcão, mas logo se veria onde iria chegar e por isso aproveitou para lançar mais confusão discutindo com o Sierra e com o Golf a legitimidade das ADs causando desconforto em ambos. De tal forma a situação se complicou que o Bravo respondeu à AD por não ter (de facto e o Delta sabia) participado na mesma. Sierra, ferido no seu orgulho e convicções, responde de igual forma, com o objectivo de anular todas as ADs entretanto colocadas.

No entanto e na conversa telefónica final respeitante à Tesouraria entre Delta e Bravo, inicia-se o ultimo capitulo desta semana. Delta e Bravo, com conhecimento a apoio cirurgico de Lider e Zulu, praxam o resto da equipa. Quatro alvos a abater, quatro intelectos e formas de estar distintos. O isco ia ser o próprio mau-estar do Bravo em relação à Tesouraria, lançado através de um post onde se mostrava indisponivel por tempo indeterminado e este post leva à história mais hilariante de toda esta semana porque o Delta respondeu ao tópico, pensando que estava a responder a uma pm do Bravo dizendo-lhe para ele ir ver se "colava" referindo-se à altura em que este entregaria a pasta da Tesouraria ao Sierra. O Sierra por seu lado, acabado de discutir com o Delta sobre a questão das ADs considerou que essa resposta era uma reacção despropositada e respondeu no contexto do tópico sem ter percebido a verdadeira intenção da mesma.

Quarta-feira 10NOV2010

Tal como referido pelo Golf, quarta-feira foi o dia do flatline no fórum. Não havia posts, mas era evidente que havia movimento. Muitos logins activos, muitos Falcões a rondar, mas nem uma palavra. Para Sierra, Golf, Echo e Kilo, parecia que os dias anteriores poderiam ter sido um passo a mais. A aparente destrambelhice do Bravo que se propunha a abandonar a equipa por tempo indeterminado fazia mossa. Sierra e Golf mantinha uma certa distância e geriam o tremido balanço entre convicções pessoais, espirito de corpo e o que consideram melhor para o GEPA. Echo e Kilo, low profile mas a tentar apoiar o "pobre" Bravo.

Entretanto, nos bastidores, Delta e Bravo, qual génios do mal, olhavam à distância pelos binóculos de quem praxa, que permitem sempre uma visão consideravelmente diferente dos óculos rachados de quem é praxado e mantinham contactos discretos para ir medindo a temperatura.

Quinta-Feira 11NOV2010

A machadada final foi dada quando o Bravo colocou um post no fórum vendendo o seu equipamento alegando problemas financeiros e promovendo a ideia de rotura com o GEPA. Preocupados mas analiticos, Sierra e Golf mantinham uma postura de equilibrio entre o camarada e a equipa não acreditando que a rotura fosse definitiva e assumindo que a responsabilidade de qualquer acção tomada era sempre e em ultima análise do próprio Bravo. Por outro lado Echo e Kilo tinham uma postura muito mais próxima do Bravo, desdobrando-se em apoio e tentativas de influenciar o próprio ou outros para o apoiarem.

Delta por seu lado com a postura que lhe é conhecida contacta Sierra e Golf antevendo uma dificuldade acrescida na praxe de ambos. Lider e Sierra comem uma tosta, pelo meio, uma conversa ligeira sobre o Bravo adensa a preocupação do Sierra.

Estava tudo pronto...

Sexta-Feira 12NOV2010

Bravo e Sierra encontram-se no Girassol Kafe aka Tostas. Sobre a mesa a carteira do Bravo sobre a boina do GEPA. Conversam sobre o que correu bem e o que correu mal em relação à Tesouraria e sobre o mau-estar do Bravo na equipa. A discussão aquece e o Bravo desliza a boina do GEPA na direcção do Sierra. Sierra responde que aquela boina ganhou-a o Bravo e que não a aceita, deslizando-a de volta. Bravo põe a mão em cima da boina, desliza-a de volta e diz "Aceita esta boina com os cumprimentos do Delta" e a praxe estava concluída, tal como tinha sido pedida pelo Delta, com a cabeça do Sierra numa bandeja de ouro.

Passado o choque, faltavam Golf, Echo e Kilo.

E eu já cá volto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história da Semana da Vergonha

Mensagem  FalcãoDelta em Ter Nov 16, 2010 8:23 am

Já estou a imaginar o Sierra, com um tom de voz calmo, suave e paternal a ler esta história ao lado da cabeça de um Cadete enterrado até ao pescoço numa largada qualquer.

_________________

Filipe 'FalcãoDelta' Fonseca
2.º Capitão - 2.º Comandante
Grupo Especial de Praticantes de Airsoft
"Mais do que prometia a força humana"

N.º Mecanográfico: GEP-01010803
http://gepa-airsoft.forumeiros.com
gepa.airsoft@gmail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história da Semana da Vergonha

Mensagem  FalcãoBravo em Ter Nov 16, 2010 9:08 am

FalcãoDelta escreveu:Já estou a imaginar o Sierra, com um tom de voz calmo, suave e paternal a ler esta história ao lado da cabeça de um Cadete enterrado até ao pescoço numa largada qualquer.

Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy O Sierra não me pareceu nada calmo, suave ou paternal nesta última largada!!!!!

Sierra... isso está a ficar soberbo!!!!
Esta equipa um dia dará um livro!!!

_________________


Telmo 'FalcãoBravo' Fonseca
2.º Sargento GEPA
Grupo Especial de Praticantes de Airsoft
"Mais do que prometia a força humana"

N.º Mecanográfico: GEP-05090901
http://gepa-airsoft.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história da Semana da Vergonha

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum